quarta-feira, 18 de maio de 2011

Senadora recebe comissário aposentado para tratar do caso Aerus Varig. Retirado do Blog Aviões Abatidos. Fonte: Assessoria de Imprensa da Senadora Ana Amélia

QUARTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2011


Senadora recebe comissário aposentado para tratar do caso Aerus Varig

Defensora de uma solução para o problema envolvendo o caso Aerus, asenadora Ana Amélia(PP/RS) recebeu o comissário aposentado da Varig, Paulo Resende, para tratar do assunto. A visita ao gabinete ocorreu na quarta-feira (11).



A principal reivindicação dos aeroviários e aeronautas é para que ocorra o mais rápido possível o julgamento do processo da defasagem tarifária devida para a companhia Varig, lembrou o comissário aposentado.

Além disso, Paulo Resende agradeceu à senadora pelo trabalho que vem fazendo em defesa da categoria e pela audiência que participou no dia 12 de abril no Supremo Tribunal Federal, com a ministra Carmen Lúcia, para tratar do caso Aerus e buscar informações sobre o andamento do processo. O encontro no STF ocorreu por conta de solicitação da parlamentar gaúcha.

- Estou cumprindo com um compromisso assumido ainda durante a campanha e com uma causa que é justa – resumiu a senadora.

A intervenção da Secretaria de Previdência Complementar no Instituto Aerus de Seguridade Social completou cinco em abril. Desde 2006, os quase nove mil aposentados passaram a receber valores inferiores ao que tinham direito, como de 8% do rendimento total, no caso do plano 1, por exemplo. Além disso, foram 11 mil ativos demitidos que não receberam o valor referente às reservas da contribuição ao fundo de pensão.

- A justiça tem que ser feita para os milhares de trabalhadores da Varig e suas famílias – disse o comissário aposentado, que também visitou o gabinete do senador Álvaro Dias (PSDB/PR), outro defensor da causa.

Entre os trabalhadores da Varig que aguardam uma decisão sobre o caso, segundo Paulo Resende, 517 já faleceram sem ver a situação resolvida.


Estrela Brasileira

As histórias dos tripulantes da Varig durante os quase 80 anos de existência da companhia aérea serão contadas no livro Estrela Brasileira, de autoria da comissária de bordo, Cláudia Vasconcellos.

O livro trata também da administração da Aerus, fundo de pensão dos funcionários da empresa que sofreu intervenção do Governo Federal após diversas decisões equivocadas. A situação difícil dos ex-funcionários levou Cláudia a criar a expressão "câncer de angústia".

As realidades, e os choques com elas, encontradas em países onde morou como China, Hong Kong e África do Sul e o encantamento com os Estados Unidos também integram esse livro biográfico.

O livro também traz histórias divertidas e curiosidades até hoje não reveladas. Em uma delas, Cláudia conta como socorreu o autor brasileiro Gilberto Freire, autor de Casa Grande e Senzala, usando uma garrafa portátil de oxigênio. Gilberto teve um mal súbito durante um voo da Varig.

Algumas histórias são mais dramáticas, como o caso da passageira que, em meio a uma fortíssima turbulência no voo entre Buenos Aires e Montevidéu, teve uma fratura exposta após ser lançada ao teto do banheiro e depois cair sobre a pia. Ou em outro caso de turbulência, os passageiros de um voo entre Salvador e Aracaju passaram por maus momentos após se deliciarem com casquinhas de siri e chopps.

Para escrever o livro, Cláudia entrevistou várias personalidades, como Chico Buarque, Ivo Pitanguy, Denise Frossard e Regina Marcondes Ferraz, entre outros.

O livro Estrela Brasileira será lançado no dia 27 de maio, às 19h, na Livraria da Travessa, no shopping Leblon, em São Paulo.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Senadora Ana Amélia

Um comentário:

  1. Muitíssimo obrigado Exma. Senadora Ana Amélia e também muitíssimo obrigado para vossa Assessoria.
    Atenciosamente,
    Comissário Aposentado Varig Paulo Resende.
    José Paulo de Resende.
    Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir