sábado, 17 de julho de 2010

Há quatro anos a VARIG era entregue aos lobos. Publicado na seção Bronca Geral do Site do Jornalista Claudio Humberto.

17/07/2010 | 11:04
Há quatro anos a Varig era entregue aos lobos
Hoje 17 de julho de 2010 faz, caro CH, 4 anos que a Varig foi entregue aos lobos comandados por este governo que aí está. Neste dia, última reunião de credores Varig, foi selada a sorte desta grande Companhia. Tres dias depois ela foi leiloada pela magra quantia de 24 milhões de dolares, quando valia 860 milhões de dolares. Foi vendida para o Grupo Volo e nove meses depois revendida por 320 milhões de dolares para o Grupo Gol sem rescisão trabalhista. Depois de 4 anos a Antiga Varig ( Hoje batizada de Flex ) tenta sobreviver com 1 Avião arrendado. Enquanto isto os trabalhadores da Varig nestes 4 anos continuam a passar privações e sérias dificuldades. E o pior caro CH é que tudo isto aconteceu com a conivência da Ex.Presidente do SNA sindicalista do PT Graziella Baggio e do senhor Juiz Luiz Roberto Ayoub. Estas duas pessoas contribuiram em muito para que a Varig fosse imolada no dia 17 de julho de 2006 e também entregue para os lobos no dia 20 de julho de 2006. Foram cooptados pelo Governo Lula caro CH. Os trabalhadores da VARIG estão até hoje com uma mão na frente e outra atrás. Governo do senhor Lula não quis de maneira alguma ajudar a empresa e seus trabalhadores em 2006 e se mantém inflexível a tentar tirar estes mesmos trabalhadores da penúria que vivem até hoje.
José Paulo de Resende
Niterói - RJ

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Carta do Comissário Varig André Gustavo Milward para o Exmo. Senador Cristovam Buarque. PDT DF


Prezado Sr. Senador Cristovam Buarque
Boa Tarde e Sds

Envio esse e-mail referindo-me ao discurso proferido pelo seu Ilustre colega Sen. Alvaro Dias.
Me refiro Senador, por um FATO, que como aeronauta quase aposentado, não posso dizer que por ainda não ser, deva me excluir dos casos que acompanho, por se tratar de colegas e companheiros no verdadeiro sentido da palavra, de muito anos de serviço prestado a Cruzeiro do Sul, Varig, Vasp e ATA.
O discurso do Sen. Alvaro, não foi dramático em sua narrativa, foi fiel e exato, real em toda sua extenção.
As vidas dos colegas estão literalmente transcorrendo a beira da miséria, com colegas sem condições de mater tratamentos continuados, sem condições de manter alugueis de moradia, manutenção de alimentação mesmo, Sr. Senador Cristovam Buarque, ALIMENTAÇÃO ! Isso traduz que alguns já estão passando FOME ! Mesmo com a ajuda que promovemos, mas insuficientes.

Esses casos refletem uma realidade que é impossível de se ver ou de se aceitar comodamente, como um reflexo de uma situação comercial. O Governo tem sim TOTAL RESPONSABILIDADE sobre todos os dramas que vivem mais de 18.000 funcionários, aposentados e pensionistas do Aerus e Aeros.

Promoveu uma venda ilegal da empresa, pois os direitos trabalhistas não foram resguardados, e foi criada uma Lei ... para dar respaldo a essa venda, coisa que não se admite pois nunca se pode esquecer que são seres humanos os trabalhadores, não números ou máquinas. A tal Lei foi sim criada com esse intuito de, e não para dar continuidade a uma adequação legal de algum ato. Foi feita para livrar o comprador da responsabilidade de arcar com os custos desse negócio.
Mas o caso é que isso passou e a empresa foi revendida num processo que até hoje é investigado e com muitas figuras ditas ilustres envolvidas no caso.

Mas falamos a respeito dos funcionarios que não tiveram suas garantias respeitadas. Seus Salários que eram atrasados, seus FGTS's, suas Férias, suas contribuições aos Fundos de Pensão, e com agravante que esse recolhimento eram dos funcionarios, dinheiro deles ! Não esquecendo que as outras verbas também o eram ! O que isso configura Sr. Senador ?

Inumeras tentativas não lograram sucesso de se fazer valer os direitos dos funcionarios em todas as instancias do Justiciario, onde tramita um Julgamento de um Recurso (RE 571 969), no STF, por inumeras manobras juridicas, inclusive a pedido da AGU na época, por uma pseudo proposta de acordo, que mais de um ano após o pedido inicial de 60 dias, para se iniciarem negociações desse possivel acordo.

Passamos por uma pseudo representtividade sindical, que intencionalmente não propos nenhuma salvaguarda durante a audiência pública que tratava dessa venda inicial da Varig, mesmo tendo sido pedida a reserva a esse ponto. Mas a representante sindical ignorou e deu seu aval Sindical.
Desde o inicio do mandato presidencial que esse problema existe e é TOTALMENTE IGNORADO, pois foi durante o final do primeiro mandato que a coisa começou a tomar forma e se configurou realidade.

O Governo assistiu, ajudou, influenciou pesadamente, e de forma contrária aos interesses dos funcionarios. Interesses esses eram tão somente de se garantir suas verbas recisórias, ou seja, seus mais básicos direitos trabalhistas, garantidos em Lei desde Getúlio Vargas.

E nesse passo, muitos colegas, amigos, companheiros de vôo, morreram na vã esperança de verem resolvido esse problema. Muitos morreram, muitos estão em vias de ... e ai vem a pregunta : QUANTOS MAIS TERÃO QUE MORRER PARA QUE O CASO SEJA VISTO ?

Nunca fomos classe privilegiada com altos salarios, com benesses descabidas, exageradas e sem limites, não Senador ... Somos uma classse que tem um salário inicial básico que mal se aproxima de R$ 1.000,00 (Hum mil Reais), e totaliza no final do mes um liquido de R$3.000,00 se muito.

Hoje tomamos conhecimento de mais e mais mortes de colegas e sentimos que a solução passou por mãos poderosas, que decidiu que essas vidas seriam moeda de troca nas conduções dos ditos negócios. E isso tudo e mais algumas situações escabrosas e crueis, foram e são pontos de referência nesse gigantesco drama, de quem já teve um dia a segurança de seu trabalho, e a ilusão que um dia se aposentaria com um minimo de dignidade.

Dignidade que o Governo, representado por um cidadão que se apresentou a nação, como representante mais direto dos trabalhadores, nos roubou ...

Nossa situação hoje Senador nos mostram uma imagem bastante diferente. Mais real e muito menos verdadeira na sua apresentação inicial, nos tempos do sindicalismo ativo.

Foi com satisfação que assistindo ao pronunciamento do Senador Alvaro Dias, acompanhei o seu aparte. E de que de agora em diante possamos contar com seus pronunciamentos lembrando a nossa penosa e miserável condição, em busca de uma solução.

Sendo o que cabia apresentar no momento

Subscrevo-me cordialmente

André Gustavo Milward
Niteroi - RJ
21 2608 2880
21 9521 1137



AGMILWARD
Blog do Tio Dé
http://dotiode.blogspot.com/
http://unclede.wordpress.com

Carta para o Exmo. Juiz da 14 Vara Federal Exmo.Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira

Niterói, 16 de julho de 2010


Exmo. Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira
Juiz da 14ª Vara Federal

Devolvam à minha filha e aos demais funcionários da antiga VARIG e aposentados AERUS o direito á Vida. Estamos todos sofrendo. Reforço as palavras de minha esposa, Iraci Ferreira de Oliveira. Não mais aguentamos ver o sofrimento de nossa filha ex funionária da antiga VARIG , assitida AERUS. Não aguemtamos mais ver as necessidade pelas quais está passando, sem podermos ajudá-la, e sabendo que conquistou direitos que hoje temos a impressão de estarem sendo desrespeitados pela autoridade máxima deste país, pelo sentimento mesquinho da vingança e ódio. Vossas excelência estão protegidos pela Contituição. façam justiça a minha filha e a todos os demais ex Funcinários da ex VARIG e do AERUS. Chega de tanto sofrimento para todos nós.
3688.Iraci Ferreira de OliveiraJustiça p com todos os ex funcionários da antiga VARIG e aposentados assistidos AERUS. Minha filha q tanto lutou para tentar salvar a VARIG e o AERUS, hoje encontra-se gravemente enferma, precisando de alimentos e suplementos alimentares. Já não tem mais forças para lutar pela causa como o fez por esses longos sete anos, esquecendo-se da própria vida. Hoje debilitada pela quimioterapia precisa que Vossas Excelêcias se humanizem e devolvam a ela e a todos os seus colegas o direito a vida, qiue lhes tiraram quando não respeitaram os direitos que adiquiriram como trabalhadores e contribuintes para o fundo de pensão AERUS , iludidos pelo governo federal q lhes deram garantias de q um dia poderiam ter uma aposentadoria q lhes complementasse seus benefícios recebidos pelo INSS q, como os Senhores já sabem, com o passar dos anos, viram migalhas. Tenho 89 anos de idade e a única ajuda q posso dar a minha filha é a minha presença. Quanto ao Senhores façam, a ela e aos demais colegas a justiça q lhes é de direito


Começo este email Exmo. Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira com um pedido ou melhor uma súplica desesperada de uma mãe e pai em relação a sua filha que se encontra hoje muito doente. Filha esta ex.funcionária da Varig que hoje passa por sérias privações e se encontra muito doente assim como também passam privações milhares de homens e mulheres que trabalharam nestas duas grande empresas brasileiras de aviação que infelizmente não existem mais.
Exmo Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira em vossa mãos se encontra um processo denominado SL 127 que foi impetrado pelo nobre Advogado Castagna Maia ( advogado que presta serviços ao Sindicato Nacional dos Aeronautas ) onde se coloca a questão da Antecipação de Tutela. Recentemente este processo que pode ajudar a todos os aposentados e pensionistas do Fundo Aerus Varig e também Transbrasil foi julgado no STF -Supremo Tribunal Federal e nesta côrte suprema brasileira 4 Ministros deram votos favoráveis para este processo. Os demais Ministros, Exmo. Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira, não proferiram seu voto esperando que a 14ª Vara Federal possa dar um parecer definitivo para o mesmo.
O Juiz que ocupou este cargo ( Exmo. Juiz Luis Roberto Luchi Demo ) agora acupado por Vsa. Excia. já tinha recebido de mim e de alguns outros funcionários da VARIG alguns emails onde se pedia ao mesmo que agilizasse e desse conclusão a este processo da SL.127. Vossa Excia. agora é o responsável por esta importante Vara Federal e o que venho lhe pedir é a mesma coisa. Que Vsa. Excia. possa concluir este processo para que os demais Ministros do Supremo Tribunal Federal que não proferiram seu voto ainda ( favorável ou não ) possam também proferir os votos para esta questão.
O Ex.Presidente do Supremo Tribunal Federal, Exmo.Ministro Gilmar Mendes, quando da votação desta processo pediu também que houvesse agilidade do mesmo nesta importante Vara Federal para que ele e os demais Ministros que ainda não proferiram seus votos pudessem assim fazê-lo.
Vsa. Excia., Exmo. Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira, deve estar ciente que os aposentados e pensionistas do Aerus Varig e também da Transbrasil passam por sérias e graves dificuldades ( uma delas está relatada acima ) e estes milhares de homens e mulheres que trabalharam e produziram para o bem do País hoje se encontram totalmente desamparados e jogados a própria sorte.

Por isto Exmo.Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira não vou me alongar neste email para não tomar vosso tempo que é demais precioso. Apenas solicito encarecidamente de Vsa. Excia. que este processo SL.127 possa ser finalmente analizado por Vsa. Excia. e o mesmo possa ser favorável a todos estes homens e mulheres que clamam por Justiça.

A Justiça feita para estes milhares de homens e mulheres que trabalharam e produziram para o bem do Brasil é o bem maior que todos esperam ter Exmo. Juiz Jamil Rosas de Jesus Oliveira.
Todos estes milhares de funcionários e suas respectivas famílias esperam então de Vsa. Excia. que a Justiça seja feita para reparar esta tão dificil situação que se encontram há mais de 4 anos e 3 meses.
Que a vossa conclusão para este processo seja feita com Justiça para todas estas pessoas.


Desde já o meu agradecimento à Vossa Excia.


Aproveito o ensejo para enviar para Vossa Excia. e para vossos assessores,


Cordiais Saudações!


Atenciosamente,
Comissário Aposentado VARIG Paulo Resende
José Paulo de Resende
Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Drama dos pensionistas do Aeros e Aerus é levado ao Plenário por Álvaro Dias. Hoje dia 15 de julho de 2010




Drama dos pensionistas do Aeros e Aerus é levado ao Plenário por Alvaro Dias

O comandante Ausbert Simon trabalhou durante 40 anos na Varig. Foi um dos fundadores do fundo de pensão da empresa, o Aerus. Vítima de um câncer incurável, ele morreu convencido de que deixaria uma pensão, para a viúva criar os dois filhos do casal, de cerca de R$ 6 mil. A viúva Maura Brasília Feliciano Coratti Simon, que recebe menos de 10% desse valor, enviou email ao senador Alvaro Dias (PSDB-PR) contando seu drama familiar, que é o mesmo vivido por cerca de 18 mil participantes dos fundos de pensão Aeros (Vasp) e Aerus (Varig e Transbrasil).

- Nem em seus momentos de maior pessimismo o comandante Simon poderia imaginar que um dia, depois de sua morte, sob o governo de um presidente que se elegeu em nome dos trabalhadores, a pensão que ele deixara para a sua companheira iria ser reduzida de R$ 6 mil para míseros R$ 584,00. Angustiada, dona Maria me relata, desesperada, que ela e seus dois filhos estudantes aguardam para qualquer momento a chegada do oficial de justiça com a ordem de despejo para que desocupem o apartamento onde vivem e que ela acaba de perder - contou Alvaro Dias.

Segundo o senador pelo Paraná, a viúva do ex-comandante da Varig não possui outro rendimento além da pensão. Endividada, já com o nome inscrito no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), ela não tem como alugar outro imóvel para alojar a família. Para piorar a situação, dona Maria descobriu recentemente que é portadora de um câncer de mama. Outra situação dramática é a da família do também ex-comandante da mesma Varig, Antonio José Schittini Pinto, que morreu há poucos dias. A diferença é que ele faleceu consciente de que a pensão que deixaria é insuficiente para a manutenção da família.

Alvaro Dias narrou que o comandante Antonio há um ano vinha acompanhando angustiado o drama vivido por um de seus filhos, atingido por um acidente vascular cerebral. Depois de décadas trabalhando na Varig, de ter recolhido pesadas contribuições previdenciárias, ele sentia-se impotente por não poder oferecer melhores condições de tratamento ao filho, em virtude de não receber a aposentadoria a qual deveria ter direito. Parentes acreditam que a tristeza provocada por tal fato teria antecipado sua morte. Quem escreveu para o senador contando o drama foi a nora, Junia Bernardes.

- Ela finaliza seu relato com uma pergunta que transmito aos senadores, particularmente aos que integram a bancada governista, e também diretamente ao presidente da República. Quantos outros vão ter que morrer, cansados de esperar e de viver em situação humilhante, para que este governo se sensibilize com a dramática situação na qual deixou milhares de aeronautas e aeroviários? - indagou Alvaro Dias.

No entendimento do senador, ao intervir nos dois fundos de pensão o governo se tornou responsável por eles. Alvaro Dias comentou que foi o próprio governo que, através dessa intervenção, "arrebentou os cofres" do Aerus e do Aeros, comprometendo sua capacidade de financiar aposentadorias e pensões devidas aos trabalhadores aposentados do setor aeroviário.

Os proprietários da Varig, Vasp e Transbrasil, de acordo com Alvaro Dias, não foram abandonados pelo governo. Ele lembrou que existe até a suspeição sobre procedimentos administrativos adotados na venda da Varig. O próprio Senado ouviu depoimentos sobre um suposto tráfico de influência na transação envolvendo a companhia aérea. O senador lamentou que os pensionistas não mereceram o mesmo tratamento. Em aparte, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) solidarizou-se com as famílias dos ex-funcionários das três companhias aéreas.
Roberto Homem / Agência Senado

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Palhaço das Perdidas Ilusões! Texto do Ator Carlos Vereza. Retirado do Blog dele



26/06/2010
PALHAÇO DAS PERDIDAS ILUSÕES!
ATOR CARLOS VEREZA.

Que melancólico,a degeneração de um caráter...Na convenção que confirmou o nome de Dilma como candidata á presidência da republica,presenciamos patéticas figuras, sorrisos caninos,esgares sonambúlicos...Suplicy(o puro...)o bigode canalha do Mercadante e seus dossiês...crachás em pescoços curvados...nenhum questionamento, a servil aceitação de uma marionete enfiada goela abaixo dos dignos militantes...
Mortos também falam,sorriem,e até tiram fotografias...Cumplices de um rasteiro momento da nossa pobre estória, ausente de indignação, a rapinagem rateada em cargos comissionados,gerações anestesiadas,a convivência pastosa com ditadores, o poder como "ideal",como projeto de uma existência...E até tiram fotografias.
"O homem mau dorme bem",e mais grave:sonham!Imaginam-se mudando a ordem do mundo,
em seu proveito,claro...50 por cento do país sem esgoto,que importa?A divida interna na estratosfera,e daí? 20 milhões de analfabetos...O nióbio,na reserva Raposa do Sol,demarcada pelo sociopata,sem a necessária militarização da fronteira...Para quê?
Os indios "tomam conta...",com seus óculos paraguaios,febre amarela,utilitários importados, a gigantesca fronteira eternamente adormecida e desguarnecida, por onde passam monstruosas quantidades das mais variadas espécies de drogas,que destruirão a curto prazo, mentes e ideais jovens,sinistro parceiro da lavagem cerebral em doses cavalares,"nunca visto antes em toda a história do país!"
Pobre e precário povo,que se une apenas em copas mundiais,em escolas de samba e esperam, ansiosamente,pelas tardes de domingo,pelo resultado da loteria(a falta de outra coisa...)
Estudar,para quê? Futuros lupens, manobrados pela mais covarde e invasiva propaganda "vendendo" um Brasil virtual,desprestigiado internacionalmente, mercê de uma ridícula politica externa,"palhaços das perdidas ilusões..."

Que triste a degeneração do caráter...
Nas veredas do Vereza.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

COLUNA CLAUDIO HUMBERTO. Quatro anos hoje que o Governo do PT faliu a VARIG.Texto Comissário Aposentado Varig Edson Cardin

Coluna Claudio Humberto
12/07/2010 | 19:07
Quatro anos hoje que o governo do PT faliu a Varig
Hoje (12/07/2010) fazem quatro Anos e 3 Meses que o Governo do PT faliu com a Varig, mas quem paga a conta somos nós, ex-trabalhdores da Varig, aposentados e pensionistas do Aerus.
Edson Cardin
Rio de Janeiro - RJ

CLIP DO YOUTUBE. PETIÇÃO ONLINE EM FAVOR DOS TRABALHADORES DA VARIG. ASSINEM ESTA IMPORTANTE PETIÇÃO

domingo, 11 de julho de 2010

QUANTO AOS PARTICIPANTES DO INSTITUTO AERUS. Texto de Mirna Cavalcanti

Quanto aos participantes do Instituto AERUS

Ele, o presidente do povo e a senhorinha Dilma, viraram-lhes as costas, pouco se importando com o que viesse a ocorrer com os seres humanos (cidadãos de direitos subjetivos assegurados por nossa legislação) que pertenciam ao AERUS, seja os ainda em atividade ou os já aposentados.
Esses trabalhadores brasileiros contribuíram uma vida inteira para o INSS e o tempo exigido pelo Estatuto e o Regulamento do Instituto AERUS de Seguridade Social. Ficaram e estão – os que ainda não morreram – a sossobrar em um profundo mar de descaso e desumanidade.
Não poderão nem Lula, nem Dilma negarem que desconheciam as conseqüências nefastas que poderiam advir de seus atos ou da ausência dos mesmos, como é o caso em tela..
Estaria interessada a Dupla Dinâmica Governamental em saber o número de ex-empregados e participantes do AERUS que adoeceram ou já faleceram… Estaria? …
Tendo uma tendência natural para citar números, intriga-me o fato de que a sucessora que Lula quer dela fazer não se tenha inteirado dos mesmos neste caso… Provavelmente por não lhe interessarem, pois seus atos – ou melhor- seu não agir assim o tem demonstrado.
(Aliás, importante que diga: em entrevista recente afirmou que (sic) necessitava dos dinheiros das Fundações.)
“OLHO VIVO”, AMIGOS DAS DEMAIS FUNDAÇÕES!

Tampouco lhes interessaria ter conhecimento de como estão esses cidadãos a sobreviver. De qualquer modo, lhes informo. Quem sabe algum dos mais que 100 secretários particulares planaltinos venha a ler esta matéria e queira passar-lhes a notícia.
Saibam senhor presidente e senhorinha candidata à Presidencia:
Muitos deles mantêm-se vivos com pouco mais de R$ 100.00 (CEM REAIS), outros, com vultosas somas que não ultrapassam os R$600.00(seiscentos reais).
Por oportuno, lembro aos leitores todos que grande parte daquelas pessoas são septuagenarias – ou mais. E, mesmo a expectativa de vida estar aumentando, qualquer pessoa que viva na incerteza do amanhã, que foi e está sofrendo injustiças, que se estressa e o stress é doença que pode conduzir à morte. E muitos já faleceram e poderão ainda falecer, pode morrer em decorrência desses fatores escritos retro.
É por esse ato final que os senhores estão a esperar? Não têm pejo algum? Não lhes pesa a consciência? Desconhecem a indefectível Lei do Retorno ?
Como explicitado acima, nem se pode, neste caso, considerar o benefício da dúvida para a referida dupla política Planaltina.
A Ação que se encontra no STF com a Ministra Carmem Lúcia Antunes Rocha
Há deveres do Estado para com tais Institutos determinados em Leis. Acima e além: há deveres e direitos, no entanto, que se situam acima dessas mesmas leis e devem ser respeitados por aqueles que representam o Estado em quaiquer dos Poderes ou esferas dos mesmos. (***)

Encontra-se agora com a Ministra Carmen Lúcia, do STF, importante processo que, em sendo aquela eminente Ministra realmente uma VERDADEIRA DISTRIBUIDORA DA JUSTIÇA ALBERGADA SOB A LUZ E PROTEÇÃO DA PRÓPRIA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, só pode dela esperar-se uma Decisão Digna de sua pessoa.
Não encontrei um só de seus votos que fosse injusto. Li-os quase todos atentamente. Sua preocupação com a justiça é flagrante. E essa sua maneira de ser lembrou-me da frase de Cervantes: “Onde há vida, há esperança“.
Alegrei-me por todos os que estão a esperar o posicionamento daquela justa ministra. Extraí – e aprendi – da leitura de seus pronunciamentos, o quanto observa os Princípios Fundamentais do Direito, seu objetivo e fins, e verifiquei que busca supedâneo, sem sair da obediência ao Texto Fundamental, na Lei de Introdução ao Código Civil- LICC- (***), interpretando teleologicamente o Direito como um todo harmônico, para objetivar as exigências do bem comum, entendido este lato sensu e/ ou stricto sensu, conforme necessário.
Alegrei-me sim, pois confio em seu senso de JUSTIÇA. Honra a negra toga que enverga.
Fecho esse parágrafo, pedindo a Deus que ilumine a Ministra Carmem Lúcia, ao mesmo tempo que lhe peço encarecidamente, olhar com os olhos do amor, da solidariedade e do entendimento humanos que alberga sua alma, e seja esse conjunto de qualidades a conduzi-la a fazer Justiça, tendo como supedâneo, a integridade de seu caráter. (****)

sábado, 10 de julho de 2010

Sobre a Petição Online para os Ministros do STF. Enviada por email pelo Comissário Aposentado Varig Fernando Vieira Dutra

--- Nada invalida as quase 3000 assinaturas, muito menos três ou quatro idiotas com comentários jocosos. A proposta, muito clara, tá escrita na inicial:

-"O que pretendemos com esta petição, Excelências, é juntar os apelos de cada um de nós num GRITO único pela nossa urgente demanda:
JULGAI O RECURSO EXTRAORDINÁRIO 571969! POIS QUE DA DECISÃO DE VOSSAS EXCELÊNCIAS DEPENDEM MILHARES DE CIDADÃOS BRASILEIROS E SUAS FAMÍLIAS! "

Forte abraço
Fernando

Charge excelente sobre Dona Dilma. Eu não assinei eu só rubriquei

Alguns comentários sobre a Petição online endereçada aos Ministros do STF




Niterói, 10 de julho de 2010


Alguns comentários sobre a PETIÇÃO ONLINE ENDEREÇADA AOS MINISTROS DO STF


Em primeiro lugar parabenizar ao criador desta importante Petição. Petição esta que poderá mudar o rumo da história de milhares de Trabalhadores da VARIG. Há nesta oportunidade uma grande chama de esperança para que a Exma. Ministra Cármen Lúcia e demais Exmos. Ministros possam realmente a partir do recebimento da mesma ( em agosto de 2010 ) colocar em julgamento este importante processo da Defasagem Tarifária devida para a Companhia VARIG. A Petição vem em boa hora pois no dia 12 de Julho de 2010 fará 4 anos e 3 meses em que todos os trabalhadores da Varig passam por privações e penúria. A 4 anos atrás neste mesmo dia 12 ( Só que em abril de 2006 ) o Aerus sofreu um duro golpe desfechado pela SPC – Secretaria de Previdência Complementar – que fez a intervenção e liquidação dos Planos I e II da VARIG no Instituto Aerus. Esta secretaria não fiscalizou o Fundo de Pensão Aerus VARIG tanto que concordou com as 21 repactuações de dívidas da Varig para com o mesmo. Fiscalizar não fiscalizou mas soube dar com golpe de mestre este duro golpe que atingiu em cheio todos os trabalhadores da VARIG. Soube avalizar as 21 repactuações, mas não soube fiscalizar se as mesmas estavam sendo feitas.
Nesta importante Petição há algumas assinaturas não válidas. Alguém de má fé colocou estas assinaturas que não são válidas somente para desacreditar esta importante Petição. Isto é coisa de quem não tem nada a fazer e é na minha opinião um desocupado ou desocupada que está brincando com a vida de milhares de homens e mulheres. Há neste mundo gente de toda a espécie e este ou esta que se prestou a fazer isto é um zero a esquerda.
Tenho certeza que isto não invalidará tão importante Petição criada em boa hora. Tenho procurado ver com cuidado as assinaturas já postadas e também os comentários deixados nelas ( Já fiz isto várias vezes ) . O que se vê é que a grande maioria ( maioria expressiva ) dos signatários desta importante Petição estão se manifestando com respeito e órdem. Estão todos acreditando que é mais um passo importante dado para resolver de vez a questão AERUS VARIG.
Então para terminar parabenizar novamente ao criador desta importante decisão tomada e dizer para aqueles que ainda não assinaram a mesma que o façam. Se há pessoa ou pessoas de má fé eles, com os seus atos impensados, não tirarão o brilho desta Petição.
Tenho certeza que esta PETIÇÃO irá cumprir um importante papel nesta história triste e trágica que se abateu sobre todos os trabalhadores da VARIG.
Tenho absoluta certeza que a mesma chegará as mãos da Exma. Ministra Cármen Lúcia e demais Exmos. Ministros do STF e que os mesmos irão ter a sensibilidade de considerar este importante documento.
Continuemos na luta caros e prezados Trabalhadores da VARIG. Não nos deixemos contaminar por pessoa ou pessoas que querem de alguma maneira desestabilizar tão importante Petição.
Deus está ao lado e sempre esteve ao lado dos Trabalhadores da VARIG e ELE em sua infinita bondade irá nos ajudar.


NOSSA LUTA CONTINUA E AINDA NÃO TERMINOU TRABALHADOR DA VARIG.
Avante Trabalhador Varig. Vamos todos assinar esta importante Petição.


Atenciosamente,
Comissário Aposentado Varig Paulo Resende
José Paulo de Resende
Itaipu – Niterói – Rio de Janeiro

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Questão de Princípio. A Democracia Brasileira tem que se proteger de gente como Lula. Reynaldo Azevedo Veja




QUESTÃO DE PRINCÍPIO - A DEMOCRACIA BRASILEIRA TEM DE SE PROTEGER DE GENTE COMO LULA
Há políticos e governantes que cabem nas instituições, e há os que não cabem. Há os que as consideram instrumentos eficientes para a execução de políticas públicas, e há os que as vêem como empecilhos. Uns fazem a democracia avançar; outros a degradam. É evidente que Lula pertence a essa segunda categoria.
“Então as tais instituições não mudam nunca? Resta aos políticos se conformar com o molde legal e pronto?” Não! As democracias oferecem o caminho da mudança, de modo que mudar, segundo as regras, corresponde a conservar, entenderam? Um “conservador democrata” está menos preocupado com o “conteúdo” dessa ou daquela proposta — embora ele não seja irrelevante — do que com o procedimento.
Lideranças como Lula, infelizmente, não fazem uma coisa, mas fazem outra — vale dizer: não propõem mudanças no molde legal, segundo a prescrição constitucional, e preferem simplesmente desrespeitar as leis com as quais não concordam e enxovalhar as instituições que lhes pareçam inadequadas. Em vez, pois, de propor as mudanças que consideram necessárias, preferem depredar a ordem. A razão é simples: mudar, conservando as regras, dá trabalho; atuar para degradar as instituições é tarefa bem mais simples — especialmente quando se é um político popular. É por isso que o populismo engana os trouxas.

Lula já foi multado pelo Tribunal Superior Eleitoral seis vezes! É um acinte. E ele não fez um silêncio, assim, algo vexado ou obsequioso. Nada disso! Fez chacota das punições, ameaçou passar o chapéu entre os seus bate-paus, fez pouco do tribunal. Somadas, as multas chegam a R$ 43 mil -menos de 0,03% dos R$ 157 milhões que o PT disse que pretende gastar na eleição. Esse número, obviamente, está subestimado. Imaginem quanto já não se torrou até aqui… Se bem que os gastos petistas, convenham, foram bancados por todos nós.
Lula pode ser multado mais 100 vezes, sem qualquer desdobramento. A rigor, se não quiser, não precisa nem pagar. E nada vai acontecer. Políticos com esse perfil estão sempre em busca de fissuras no arcabouço legal — não para corrigir as distorções, mas para usá-las a seu favor. O presidente perguntou a si mesmo e perguntou às instituições: “O que acontece se eu mandar a Lei Eleitoral à merda e fizer campanha aberta em favor da minha candidata?”. E alguém lhe respondeu: “O senhor será multado”. Lula riu e subiu no palanque.
É evidente que, dado esse padrão, ou bem as instituições são protegidas desse tipo de ação nefasta, com a punição exemplar do transgressor, ou bem a democracia desce a ladeira. Em suma: a lei que aí está é ineficaz para coibir os abusos. E, na democracia, se as leis não coíbem abusos, quem, então o fará? Uma reforma política que não se ocupe de pôr freios nos mandatários e de limitar o uso da máquina será mera conversa mole.
Não é só a Lei Eleitoral, não! Lula ataca de modo sistemático todos os organismos encarregados de cobrar transparência do Executivo. Está aí o TCU, seu alvo permanente, que não me deixa mentir. Até o Ministério Público, freqüentemente aliado dos petistas, entrou na sua mira em certos momentos porque, aqui e ali, contrariou seus anseios. Gente como Lula atua como se tivesse de se proteger das instituições. De fato, são as instituições que têm de se proteger de gente como Lula.
Ora, convenham: do exclusivo ponto de vista de Lula, o resultado de suas ações deletérias é extremamente positivo. O seu poste eleitoral se tornou competitivo. Ainda que ele viesse a pagar a multa com o seu próprio dinheiro (risos), o benefício compensaria largamente o desembolso.
A lei que aí está é insuficiente para proteger a legitimidade das eleições. Ela existe para os que consideram a democracia inegociável, não para os que negociam a democracia. As instituições brasileiras precisam se proteger do Lula que há e de eventuais Lulas a haver.


Por Reinaldo Azevedo - VEJA

terça-feira, 6 de julho de 2010

Petição aos Ministros do STF - Supremo Tribunal Federal

Data: 5 de julho de 2010 22:43
Assunto: Petição aos ministros do STF



Sobre o DRAMA que não nos abandona há quase cinco anos, redigimos uma petição que será encaminhada
aos ministros do STF - Supremo Tribunal Federal.
Por favor, engrosse o GRITO.
Seus familiares e amigos também serão muito bem-vindos!
Muito obrigado!
MovJÁ!
http://www.PetitionOnline.com/RE571969/petition.html

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Carta para o Deputado Índio da Costa enviada pelo Aeroviário Varig Aposentado Carlos Eduardo





Prezado Índio,

Acompanhando os últimos acontecimentos políticos desta semana, tomei conhecimento do convite formulado e aceito por você para compor a chapa do candidato José Serra a Presidente da República, ficando a você reservada a vaga de candidato a Vice-Presidente da República, fato esse, que para nós, aposentados/pensionistas VARIG/Aerus e demitidos (sem integralização da rescisão contratual) da ex-Varig, nos leva a vislumbrar, uma "luz no fim do túnel".

Essa assertiva, foi/é em função de sabermos que você está absolutamente familiarizado com tudo o que aconteceu com a nossa categoria de funcionários da ex-Varig, outrora orgulho de nosso País, e por que não dizer, por muitas vezes exercendo até a função de Embaixada do Brasil no exterior, tamanha a experiência internacional e competência do seu quadro funcional.

Imagino como deve estar neste momento radiantes de alegria toda a sua família, parentes, amigos, eleitores e todos os que o cercam, alegria essa, que também queremos partilhar, por nos sentirmos parte desse grupo, em função de algum tempo atrás, termos sido recebidos pessoalmente por você no seu escritório aquí no Rio de Janeiro e apoiados na nossa pretensão de recuperar o que de fato nos pertence e foi-nos subtraído, por pura incompetência da secretaria responsável em fiscalizar os fundos de pensões à época do evento.

Índio, a sua juventude e obstinação, nos dão a certeza que muitas coisas boas acontecerão neste país, com a eleição de vocês para a Presidência e Vice-Presidência da República, e aí sim, poderemos nos orgulhar e dizer que o Brasil será enfim um país de todos.

Não tenha receio, acredite em você, no seu trabalho na sua capacidade e nas pessoas que o cercam, e conte com os aposentados/pensionistas/demitidos da ex-Varig e respectivos familiares nesse momento de suma importância para o nosso país.


Grande abraço e sucesso para você


Carlos Eduardo de Jesus
Aposentado Varig/Aerus
Rio de Janeiro - RJ