quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Em 8 anos, mínimo subiu menos que o feijão em 1 ano. Retirado do Blog do Exmo. Senador Alvaro Dias

Em 8 anos, mínimo subiu menos que o feijão em 1 ano

O projeto do governo Dilma que fixa em R$ 545 o novo valor do salário mínimo para 2011 registra o menor aumento real concedido desde 2003, início do governo Lula. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), quando a presidente sancionar o novo mínimo, o trabalhador brasileiro estará recebendo um aumento real de apenas 0,37% acima da inflação. Conforme o Dieese, o aumento real do salário mínimo foi de 54,25% desde 2003. Ou seja, em oito anos, o salário teve um ganho real menor do que o aumento total do feijão no ano de 2010. Descontada a inflação oficial, o preço do feijão aumentou 55% em apenas um ano, e a carne quase isso. Com o valor de R$ 545, aponta o Dieese, um salário mínimo consegue comprar 2,06 cestas básicas, exatamente o mesmo índice de 2010. Resumindo: o trabalhador e o aposentado saíram de mãos abanando com o novo salário.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Vergonhoso senhores senadores da base aliada....Vergonhoso....





Vergonhoso senhores senadores da base aliada...
Vergonhoso....


Os senhores senadores da base aliada deram ao povo a mísera quantia de 35,00 Reais de aumento para o salário mínimo. O mesmo valor que deram os deputados no dia 16 de fevereiro próximo passado. Cumpriram o que a presidente da república mandou os fazer. Realmente é vergonhoso ver e assistir certos senadores, no caso o senador Roméro Jucá, dizer que uma família que vai receber este mísero aumento do salário mínimo é que deve saber administrar o mesmo ( * ). 
Ele que ganha muito bem ( como ganham todos os parlamentares brasileiros ) e põe bem nisto saberia administrar sua vida e de sua família com este mísero aumento dado pelo governo que tomou posse no dia 01 de janeiro de 2011 dizendo em bom tom que quer combater a miséria e erradicar a pobreza? Claro que não! Ele e todos os parlamentares que apoiaram e apoiam o governo do PT não viveriam e nem saberiam administrar suas vidas com estes míseros 35,00 Reais de aumento. Se ganhassem salário mínimo estavam todos fora do Congresso e do Senado há muito e muito tempo.
Afinal de contas o aumento concedidos por eles em seus salários foi de apenas 62%. 
R$ 26.000,00 Reais de salário fora as inúmeras benesses que possuem. E também concederam para a presidente do Brasil um aumento de apenas 133% e para o vice-presidente e ministros de estado concederam um aumento de apenas 148%. Não esquecendo de mencionar aqui que a Oposição brasileira também ganha e votou a mesma coisa. Afinal são todos congressistas e parlamentares e não votariam contra eles próprios mesmo sendo da oposição.
Tutti bona gente.......

Lógico que o senador Roméro Jucá e demais senadores que votaram com o governo devem ter uma vida de primeiro mundo. A oposição brasileira também. 
Já o povão ( patuléia como diz o jornalista Elio Gaspari ) deve ser contentar com a merreca e pronto. Dona Dilma tem um cabeleireiro que cobra 300,00 Reais por apenas um corte de cabelo. Não sei se ela, a presidente do Brasil, paga mais ao mesmo. Mas é esta a maneira que ela, presidente do Brasil e os parlamentares que estão ao seu lado estão combatendo a miséria e erradicando a pobreza. Ela vivendo bem com quase 26.000,00 de salário, mas o povão que votou em massa nela ( eles estão dentro dos 56.000 milhões de brasileiros que deram seu voto para ela e para a continuação do PT no poder) se contente com os míseros 545,00 Reais e ponto final.
Se o aumento fosse maior quebraria de vez o País. A inflação voltaria ( está batendo a porta novamente ) e o povão principalmente seria o maior prejudicado.
Viram......... dona Dilma e os parlamentares que votaram neste mísero aumento estão deveras preocupados com o povo. Não querem que eles sofram de novo com o terrível dragão da inflação. Eles podem ter aumentos maravilhosos que não influem em nada na inflação e não provocam estragos para a economia brasileira, mas o aumentozinho do salário mínimo pode acabar de vez com o Brasil.

( * ) Voltando ao Senador Roméro Jucá:  O senador Roméro Jucá ainda faz ironia e sarcasmos na minha opinião com estes míseros 35,00 Reais que foi sacramentado hoje pelo senado como aumento do salário mínimo. E pior que isto, se isto já não fosse pior, os senhores senadores da base aliada e até alguns da oposição determinaram que o Governo Federal é quem vai decidir, por decreto, os próximos aumentos do Salário Mínimo. Quer dizer o Congresso e o Senado ficam de fora disto. 

Isto abre uma brecha e é muito perigoso. Se agora eles permitiram e concordaram com o governo federal em decidir por decreto o aumento do salário mínimo o que será permitido depois? O governo federal poderá também decidir por decreto outros importantes pontos de interesse para o país sem consultar os parlamentares. Este congresso e senado que aí está já há algum tempo e que mesmo tendo sido renovado com a eleição de 2010 também não merece crédito da população brasileira. A grande maioria está lá para se dar aumentos vantajosos como se deram na calada da noite do dia 14 de dezembro para o dia 15 de dezembro e sempre legislam em causa própria. Há excessões é claro, mas as excessões acabam sendo engolidas pela maioria das duas casas. 
A oposição brasileira deixou que o governo do ex.presidente Lula e o recente e atual governo da presidente Dilma dessem e pusessem as cartas na mesa. 
Não souberam ser oposição como deveriam ser e agora estão sendo tragados pelo rolo compressor deste novo governo e pelo rolo compressor dos seus aliados. Aliados estes que votaram com o governo para não perderem as suas emendas e projetos e também as suas indicações para cargos do segundo e terceiro escalão. O PMDB ( que eu chamo partido da boquinha ) hoje tem seu vice-presidente da República. E ele, PMDB, concordou em seguir a senhora Dilma nesta votação do novo salário mínimo para mais tarde ( ou será de imediato? ) cobrar a conta e apresentar a fatura. Quantos cargos e indicações serão dadas em troca desta votação unânime ( pelo menos no congresso foi unânime, no senado houve algumas dissidências ) do PMDB ao governo federal no caso do salário mínimo? Vamos aguardar.
Então não só o PMDB como outros partidos aliados ao governo federal são partidos que simplesmente estão se lixando para o povo brasileiro. Eles querem o deles e o deles é o que é mais importante. O povo é um mero detalhe para estes senhores senadores e deputados que votaram a favor destes míseros 35,00 Reais de aumento.

O povo que votou na continuação do PT no poder e que receberá estes míseros 35,00 Reais de aumento no salário mínimo está calado e quieto. Não deram nenhum sinal de reprovação. Devem já estar acostumados a serem tratado como gado e se sentem felizes. 

Eh ohoh. vida de gado, povo marcado, povo feliz!( Admirável gado novo - Zé Ramalho ) 
Eh ohoh..vida de gado, povo marcado, povo feliz!

José Paulo de Resende. 
Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.

Helio Fernandes. Tribuna da Imprensa. Retirado do Blog do Jornalista e Ex.Vereador Pedro Porfírio.



arta-feira, 23 de fevereiro de 2011
12:48

Não é a volta e sim a revolta contra mim mesmo. É o agradecimento emocionado, que todos sabiam que existia, mas não podia ficar silencioso. Depois de mais de 70 anos, não posso deixar de escrever. É possível que esteja aqui diariamente, a partir do Carnaval.
Helio Fernandes

A todos os milhares, neste blog e fora dele, se expressando de todas as maneiras, exercendo o direito legítimo que sempre foi respeitado aqui, de exigir que não parasse de escrever, respondo afirmativamente.

Desculpem, sensibilizado com todas as afirmações que foram feitas, meu respeito a todos, mas principalmente a reafirmação de uma obrigação e de uma necessidade de me comunicar, de informar, de opinar, de participar. Por isso, na abertura deste blog, fiz questão de colocar, “INFORMAÇÃO e OPINIÃO”, que mais do que uma frase ou slogan, é a continuação de tudo o que a Tribuna da Imprensa representou em quase 60 anos. Sem interrupção. Sem concessão. Sem qualquer parada até mesmo para reabastecimento. O que seria necessário, obrigatório, indispensável, mas jamais soube exercer o jogo do troca-troca, o que “peemedebistas”, “petistas” e “peessedebistas” (além dos outros) fazem maravilhosamente.

Sobrevivi quando existia o MDB, que não era o “mais que perfeito”, pelo menos era o domínio do melhor grupo político dos últimos tempos, os “AUTÊNTICOS”, todos cassados, perseguidos, afastados, desaparecidos.

Assim como o golpe de 64 não deixou que a melhor Constituição brasileira completasse 18 anos, também não permitiram que a Tribuna impressa completasse 60 anos de História, de resistência, de luta pela convicção, pela Liberdade de Expressão. Esta que está na PRIMEIRA EMENDA da Constituição dos EUA, e não as outras, que circulam pelo mundo, se fingindo de democráticas.

Uma vez, em plena ditadura, cercado por todos os lados, soterrado, emparedado, seqüestrado, desterrado por “mares nunca navegados”, escrevi: “O último artigo será escrito enquanto meu corpo for transportado da gloriosa Rua do Lavradio para ser cremado no Caju. Depois de aproveitados todos os órgãos, já doados antecipadamente”.

Embora convencido de que a Tribuna da Imprensa de papel jamais voltará a existir (é uma convicção seguríssima, que não está em discussão, é o único fator para o qual eu peço e exijo exclusividade, pois isso é conclusão, análise e sumário), posso garantir para dentro de algum tempo, não um simples blog, mas um verdadeiro site. Amplo, abrangente, livre, que o cidadão poderá digerir satisfatoriamente todas as manhãs, completo.

E o repórter continuando aqui, não sei a partir de QUANDO nem até outro QUANDO. Estas são as designações minhas, estão acima de considerações. Mas uma coisa posso afirmar, avaliar e referendar: minhas últimas palavras escritas, serão postadas, que palavra, aqui mesmo".

Para saber mais sobre Hélio Fernandes, clique aqui.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Paim sempre em cima do muro. Coluna de Claudio Humberto. Bronca Geral. Hoje dia 22 de fevereiro de 2011

22/02/2011 | 08:22

Paim sempre em cima do muro

O Senador Paulo Paim sempre em cima do muro...Uma hora ele vai votar algo em favor do Povo e agora ele volta atrás dizendo que vai conversar com Ministros sobre a questão do merrequento salário mínimo que o governo do PT fez aprovar na marra (Senador Paim faz parte do mesmo) e etc etc etc. Muita discussão e pouca ação deste Senador. Muito blablablablá. Senador Paulo Paim, o senhor não foi eleito pelos aposentados do Rio Grande do Sul? Devia agora prestar mais consideração aos votos desta gente e não ficar em cima do muro.

José Paulo de Resende 
Niterói - RJ 
FotoSENADOR PAULO PAIM
O senador Paulo Paim (PT-RS) deu sinais nesta segunda(21) de que poderá recuar da emenda que elevaria o salário mínimo para R$ 560 este ano. Na semana passada, ele havia anunciado que iria propor uma antecipação de R$ 15 do reajuste do próximo ano, para que o salário atingisse o valor pedido pelas centrais sindicais agora. Porém, menos de uma semana depois do anúncio, disse que irá “conversar com a bancada e com os ministros” para negociar a troca da emenda por um debate sobre a política permanente de reajuste para os aposentados e uma proposta de fim do fator previdenciário

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Salário Mínimo. A Bofetada na cara dos trabalhadores. ( Nota Política do PCB )

SALÁRIO MÍNIMO. A BOFETADA NA CARA DOS TRABALHADORES
(Nota Política do PCB)

Os trabalhadores brasileiros assistiram desapontados, mais uma vez, o anúncio do novo salário mínimo de 545 reais. A presidenta Dilma, durante a campanha eleitoral, como num samba de uma nota só, não cansou de propagandear, a exemplo de Lula, o crescimento econômico do país como sendo o jamais visto na história. O aumento de 510 para 545 reais (6,87%), foi uma verdadeira bofetada na cara do povo brasileiro.
A grande maioria da população esperava, diante do alardeado crescimento, que o atual governo tivesse sensibilidade social para dar início à recomposição das perdas salariais das últimas décadas. Existe gordura econômica suficiente para dar ganhos reais ao salário mínimo de forma que os trabalhadores pudessem ver melhor atendidas as suas necessidades de morar, se alimentar e vestir, além de ter acesso a lazer, cultura e saúde. Como previa o decreto que deu origem ao salário mínimo há mais de 50 anos.
Qualquer exercício de economia doméstica, por mais primário que seja, revelará que o novo valor a ser pago não garante vida digna para uma família de quatro pessoas. Foi com essa compreensão que, em dezembro de 2010, o DIEESE anunciou que R$ 2.227,53 seria o valor mínimo necessário para dar dignidade às famílias dos trabalhadores.
As profundas modificações ocorridas no mercado de trabalho, por conta do processo de expansão das relações capitalistas nos últimos anos, responsáveis por aprofundar a depreciação do valor da força de trabalho e das condições laborais, ampliaram a presença de empregos e subempregos informais, precários e temporários no conjunto da população ocupada. Alguns estudos apontam que a renda dos 25% mais pobres tem alta correlação com o valor do mínimo. E mesmo fora do alcance da lei, a remuneração dos assalariados sem carteira, autônomos e empregados domésticos é fortemente influenciada pelo valor do salário mínimo. O mesmo acontece com os rendimentos de aposentados, pensionistas e funcionários públicos de baixa renda.
O governo federal insiste no desequilíbrio das contas públicas como o principal obstáculo para a majoração do salário mínimo. Trata-se, inteligentemente, do uso de pesos e medidas distintos para abordar as causas do déficit público no Brasil. A enorme dívida pública, o pagamento de juros estratosféricos e ainda o socorro a entidades financeiras privadas, resultam numa gigantesca transferência de renda para os credores do Estado, para a iniciativa privada, em nome de uma estabilidade econômica que prioriza descaradamente os lucros.
Quando se discute o salário mínimo, os parâmetros são outros. Só são apresentados, de forma exagerada, os impactos do aumento do salário mínimo, sem relacioná-los com o crescimento do orçamento e do PIB. Com esta manipulação, deixa-se de debater os principais impactos do aumento, ou seja, quais transferências são mais significativas do ponto de vista social. Aquelas que se concentram nos credores do Estado (bancos, empresas, ricos, classe média alta) ou aquelas que afetam diretamente a renda de dezenas de milhões de brasileiros?
A indignação popular com o novo salário mínimo cresce quando se compara com o verdadeiro assalto aos cofres públicos que foi o reajuste de 60% nos salários dos parlamentares, aprovado recentemente pelo mesmo Congresso Nacional que reajustou o novo piso em cerca de 6%.  Dá para imaginar quão maior seria essa indignação, se fosse do conhecimento de todos o lucro obtido pela agiotagem oficial dos banqueiros somente com os pagamentos de juros da dívida interna efetuados com parte das verbas da União nos últimos governos.
Não é necessário, no entanto, nenhum instituto de criminalística para identificar os donos das digitais dos que promovem insistentemente criminosas desumanidades com os trabalhadores. Os que aprovaram tanto o esquálido salário mínimo para o ano de 2011, bem como a mordida dos vampiros no orçamento para pagar os juros da dívida pública são os mesmos que recebem somas bilionárias para gastar com suas eleições, na compra de votos, contratação de cabos eleitorais e com as agências de publicidade encarregadas de iludir a classe trabalhadora. Representam todos os interesses do grande capital e, mesmo que se apresentem como defensores de uma lenta e gradual melhoria das condições de vida das massas e dos “excluídos”, contribuem efetivamente para consolidar a hegemonia burguesa em nosso país.
As digitais são dos gerentes do Plano de Aceleração Capitalista (PAC), no Executivo e no Legislativo e das entidades sindicais governistas. São da presidenta Dilma e seus ministros e dos partidos da base de sustentação do governo (PT, PCdoB, PMDB, PDT, PSB, PTB, entre outros).
Não podem deixar de ser citados também os Partidos declaradamente guarda-costas da rapinagem capitalista (PPS, PSDB, DEM, etc.) que tentaram jogar para a plateia sugerindo outros valores para o mínimo. O cinismo destes é do tamanho do desmonte e sucateamento do patrimônio público que promoveram, ao entregaram a preço de banana as estatais brasileiras, no processo de privatizações.  São todos farinha do mesmo saco de maldades.
Os comunistas entendemos que aos Partidos e demais organizações comprometidas com a luta contra a ordem capitalista e pela construção da sociedade socialista cabe a dura tarefa de ir além do denuncismo e do economicismo. É preciso organizar a classe trabalhadora. Na guerra entre o capital e trabalho não pode haver trégua. O fogo concentrado dos inimigos está direcionado para os direitos e a rede de proteção social do povo que trabalha ou está desempregado ou aposentado. A disputa da hegemonia neste momento passa, necessariamente, pela construção de uma Frente Anticapitalista e Antiimperialista que construa um sistema de alianças capaz de dar protagonismo àqueles que nada mais têm a perder, de forma que possam tomar a história em suas mãos e edificar a sociedade justa, fraterna e igualitária. Nessa tarefa estaremos juntos.
Fevereiro de 2011

PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO
Comissão Política Nacional


-- 
Veja a Página do PCB – www.pcb.org.br 

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Salário Mínimo Viva a coerência dos petistas e os Capachildos do governo Dilma

Coluna Claudio Humberto hoje 20 de fevereiro de 2011. Bronca Geral. " Para o filho de Vicentinho, tudo, para o povo, as migalhas "

Coluna Claudio Humberto hoje 20 de fevereiro de 2011. Bronca Geral. " Para o filho de Vicentinho, tudo, para o povo, as migalhas

por José Paulo De Resende, domingo, 20 de fevereiro de 2011 às 11:19
20/02/2011 | 10:31

Para o filho de Vicentinho, tudo, para o povo, as migalhas
Vicentinho o tal da merreca de 545,00 Reais não fica chateado, muito pelo contrário, se o filhinho dele (Hudson) ganha mais de 10 vezes este valor (545 reais) na Prefeitura de Diadema (Prefeitura do PT é claro - Prefeitura dos cumpanheiros com U mesmo) Lógico que ele, Vicentinho, nunca iria colocar o filho dele para ganhar a merreca de um salário mínimo. Nunca..... Esta gente do PT que anos atrás condenava outros governos por darem aumentos pífios agora fazem o mesmo e pior. O senhor Vicentinho sindicalista lá atrás berrava contra pífios aumentos dados ao povo brasileiro assim como seus pares do PT.
Hoje ele relata um reajuste de merrequinhas para o Salário Mínimo. Mas o filhinho dele (meu garoto ) tem que ganhar muito mais. Esta é a coerência do discursos dos petistas. Lá atrás condenavam tudo e faziam alarde no Brasil inteiro por causa de pífios aumentos concedidos por outros governos para o salário mínimo. Hoje eles, incoerentemente, fazem pior e quem paga a conta é o Povo. Vicentinho para o seu filhinho tudo, para o povo as migalhas.

José Paulo de Resende
Niterói - RJ

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Salário Mínimo: Viva a Coerência dos Petistas!


SALÁRIO MÍNIMO: VIVA A COERÊNCIA DOS PETISTAS!

Quem são estes valentes protestando contra o reajuste do salário mínimo acima da inflação?

Vejam a foto abaixo:

É de maio de 2000. Da esquerda para a direita, vocês vêem os então deputados Aloizio Mercadante, Antonio Palocci, José Dirceu, Babá (hoje no PSOL) e Ricardo Berzoini. Todos eles protestam contra o reajuste do mínimo proposto pelo governo FHC, que passava de R$ 136 para R$ 151 — 11,11% de reajuste. A inflação de 1999 tinha sido de 8,94%. No ano seguinte, 2001, o mínimo foi para R$ 180 (19% de elevação), contra uma inflação, em 2000, de 5,97%. O salário votado para 2002 foi de R$ 200, com reajuste de 11,11%, contra uma inflação, em 2001, de 7,67%.

Estes são os petistas reclamando em maio de 2000 do aumento dado para o salário mínimo por FHC.
Hoje eles é que estão no poder e o aumento do salário mínimo é merreca e põe merreca nisto.
Na foto: Mercadante, o Irrevogável Revogável Doutor em Lulismo pela Unicamp. Atrás dele, o Exterminador de Sigilos Bancários, Antônio Palocci. Em primeiro plano, José Dirceu, chefe de uma “sofisticada organização criminosa”, cassado por corrupção e à direita, Ricardo Berzoini, caçador de velhinhos e responsável pela Bancoop, onde você comprava uma casa própria e recebia… uma pirocada.

O mínimo e a primeira traição de Dilma....Coluna de Claudio Humberto. Bronca Geral. Hoje dia 16 de fevereiro de 2011

6/02/2011 | 10:50

O mínimo e a primeira traição de Dilma



Caro e prezado CH amanhã ou melhor hoje o povo que votou em massa na continuação do PT e na dona Dilma pode ser traído logo logo. Afinal de contas amanhã ou melhor hoje deverá passar no Congresso Nacional a merreca de 545,00 Reais para o Salário Mínimo. Isto deve passar porque a maioria dos parlamentares são da base aliada e eles, espertos e põe espertos nisto, não vão querer desagradar a chefe porque podem depois serem punidos em suas emendas parlamentares. É o tal toma lá da cá que existe há muito tempo na política brasileira. O povão que votou na continuação do PT e na dona Dilma vai ficar decepcionado se esta merreca passar, Mas não devem reclamar porque acreditaram piamente que a senhora Dilma e o PT iam fazer tudo o que prometeram na campanha presidencial do ano passado. 
Se esta merreca for aprovada e deverá ser agora aguentem..... Votaram na continuação do PT se virem agora. Mas os grandes salários dos parlamentares brasileiros ( aí se inclui a oposição brasileira ), da senhora presidente, do senhor vice-presidente e dos ministros de estados não serão de maneira alguma diminuídos. A eles tudo e mais alguma coisa. Ao povão as migalhas......

José Paulo de Resende 
Niterói - RJ 

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Mais de 400 já faleceram sem verem a solução para a causa Aerus Varig, mas isto é um mero detalhe para as autoridades competentes deste País.

Niterói, 14 de Fevereiro de 2011


MAIS DE 400 JÁ FALECERAM SEM VEREM A SOLUÇÃO PARA A CAUSA AERUS VARIG, MAS ISTO É UM MERO DETALHE PARA AS AUTORIDADES COMPETENTES DESTE PAÍS.


Neste dia 12 de fevereiro próximo passado completou 4 anos e 10 meses sem solução a causa Aerus Varig. Nestes mais de 4 anos mais de 400 pessoas ( Funcionários da Varig ) faleceram se verem a causa ser resolvida. As autoridades competentes deste País nada fizeram ou se fizeram alguma coisa foi muito pouco. Porque para eles, autoridades competentes, não há compromisso em resolver a difícil questão. A falta de planos de sáude, a falta de dinheiro, a falta de dignidade destas pessoas, que há mais de 4 anos estão sofrendo, não é prioritário para as autoridades competentes deste País.
Para eles somos apenas descartáveis e põe descartáveis nisto.
O Poder constiuído do Brasil nos últimos 8 anos pouco se importou ou pouco se importa com pessoas que estejam passando por graves dificuldades. Eles acham que nós, funcionários da VARIG, somos mero detalhe e que o nosso sofrimento não passa de um mero sofrimento.
Pouco importa para os que deveriam se importar com o problema se estamos ou não passando dificuldades. Pouco importa também se para eles nós estamos morrendo sem dignidade. Para eles o negócio é fazer muita propaganda alardeando os grandes feitos que eles fizeram nestes últimos 8 anos pelo Brasil e seu Povo e ponto final.
Lógico que para eles nós, funcionários da Varig, não somos brasileiros. Nós somos apenas um estorvo que eles querem esquecer e pronto.
Os representantes oficiais da classe de Aeronautas Brasileiros estão vendidos a esta turma de autoridades competentes. Vendidos e muito bem vendidos. E vão continuar a serem submissos ao que eles determinarem pois dependem das benesses que as velhas e novas autoridades competentes deste País lhes deram e lhes dão. Não tão novas assim porque o atual Ministério da nova Presidente do Brasil está composto por muitos que participaram do Governo do senhor Luiz Inácio Lula da Silva. E alguns destes Ministros foram contra todos nós funcionários da Varig.
Tudo em família. As autoridades competentes deste País são uma grande família.........Trabalham em causa própria e trabalham também em causa própria dos apadrinhados e amigos deles.

Outro dia o Exmo. Senador Paulo Paim ( Outro que continua no PT e dali não sai de jeito algum- Daqui não saio daqui ninguém me tira )disse que a amiga dele (  a ex.presidente do SNA ) estava sofrendo por causa da demora em se encontrar uma solução para a causa Aerus VARIG. Sofrimento este para enganar ao Exmo.Senador e aos que ainda acreditam nesta senhora cutista e petista de carteirinha. O dela Exmo. Senador Paulo Paim está muito bem guardado. Ela não passa pelos sofrimentos que milhares passam. Ela representa e representa muito bem o tal " sofrimento dela ". 
Só Vsa. Excia. é que também acredita nesta representante que não mais me representa e nem representa a grande maioria dos Aeronautas Brasileiros.
Ela, e o senhor sabe muito bem disto, nos entregou direitinho aos nossos algozes e hoje corre atrás do prejuízo que causou a todos nós e continua a representar em seu grande palco de atuação. Só que um dia a casa cai e a máscara vai cair também.

Os processos que poderiam resolver a grave questão dos funcionários da Varig continuam em compasso de espera.
Se 400 ou mais de 400 pessoas já falecidas isto é um mero detalhe também para aqueles que estão com os processos nas mãos mas que infelizmente até agora não os colocaram em julgamento ( SL 127 e o Processo da Defasagem Tarifária ). 

Não há vontade dos mesmos em colocar estes processos em andamento e em julgamento? 
Me custa a crer nisto, mas já estou começando a acreditar que há algum grave entrave para que os 2 processos continuem em compasso de espera.

Será que as autoridades competentes deste País estão por trás deste impasse? Será que estas autoridades de alguma forma está dificultando o julgamento dos dois processos? Difícil acreditar que isto esteja acontecendo porque pelo que se sabe o Judiciário Brasileiro é independente do Executivo Brasileiro. Bom isto é o que consta, mas para mim o Executivo Brasileiro, nestes 8 últimos anos, é quem manda e manda forte e determina que o legislativo e judiciário brasileiro cumpra o que ele, poder executivo, manda e ponto final.

Como todos já são sabedores há dinheiro suficiente para emprestar para Países e dirigentes amigos. Há dinheiro para manter saudável o sistema bancário brasileiro ( Vide o salvamento do Banco PanAmericano do amigo do ex.presidente Lula senhor Sylvio Santos ) e não deixar que este sistema desmorone por causa de um banco insolvente. Os banqueiros agradecem em muito a ajuda que as autoridades competentes deste País dão sempre aos mesmos. Aliás o Proer criado no governo FHC e agora a ajuda constante ao sistema bancário brasileiro é condição de prioridade para as autoridades competentes que mandam neste País. 
Há também dinheiro suficiente para bancar boa parte da população brasileira com bolsas e mais bolsas, Há dinheiro suficiente para aumentar em muito os salários dos parlamentares brasileiros e para aumentar também o salário do presidente do Brasil, dos seus ministros de estado e do vice- presidente mas não há dinheiro para se dar um aumento digno para os aposentados brasileiros e também a questão do salário mínimo é sempre uma difícil questão de resolver, pois os míseros R$35,00 Reais de aumento dado agora podem quebrar o Brasil de vez. Para as autoridades competentes deste País tudo e mais um pouco. 

Para os funcionários da Varig e para os aposentados brasileiros as migalhas e nada mais.

Enquanto mais pessoas do nosso grupo falecem mais e mais a situação fica e permanece num impasse sem fim.
Desde o último dia 25 de dezembro de 2010 até o presente momento mais 6 funcionários da Varig faleceram, mas isto, como já disse acima, é apenas um mero detalhe.
E assim LÁ NAVE VÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Enquanto nós, funcionários Varig, temos a nossa pequena parte deste latifúndio que nos cabe e nos é devido outros estão muito bem com a nossa desgraça. Não preciso citar agui alguns destes que se beneficiaram com a nossa desgraça. Alguns ajudaram em muito a chegarmos a este triste e doloroso estado de coisa. 

Afinal de contas somos em torno de 50 a 60 mil pessoas incluindo aí as respectivas famílias. Este universo tão pequeno não interessa para as autoridades competentes deste País. Pouco importa para eles se estamos ou não passando por terríveis dificuldades. Pouco importa também, até o presente momento, se o Judiciário vai ou não julgar os importantes processos que podem dar alento a toda esta gente que há mais de 4 anos e 10 meses estão na rua da amargura e da miséria.

Dia 12 de abril de 2011 fará 5 anos desta situação difícil e grave.

Se continuarmos nesta situação e se não colocarmos o nosso bloco nas ruas para espernear e gritar o dinheiro do AERUS que nos é devido um dia irá acabar e quando acabar de vez ( estão vendendo os ativos do AERUS para manter os parcos pagamentos para seus benefíciários ) aí será muito tarde.

E aí as autoridades competentes deste País irão se regozijar e comemorar dizendo: " conseguimos não só destruir uma grande empresa aérea brasileira, mas também acabar com seus funcionários e respectivas familiares ".
E assim a maneira de governar destas autoridades competentes para com alguns milhares de brasileiros que para eles são simplesmentes descartáveis.


Assinado:
Comissário Aposentado Varig Paulo Resende.
José Paulo de Resende.

Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Exmo. Juiz da 14 Vara. Exmo. Juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira.


Niterói, 07 de fevereiro de 2011

Exmo. Juiz da 14ª Vara. 
Exmo. Juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira


Exmo. Juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira da 14 Vara do Tribunal Regional Federal sei que o vosso tempo deve ser escasso para ler certos emails. Mas este email é enviado para Vsa. Excia. por um aposentado do Aerus Varig. Há algum tempo atrás enviei outro email para Vsa. Excia pedindo que o Julgamento da SL 127 seja feito por Vsa. Excia.
SL 127 ____1. Trata-se de agravo regimental contra a decisão que deferiu pedido para suspender os efeitos da decisão monocrática proferida pelo Desembargador Federal João Batista Moreira

Os milhares de aposentados e pensionistas da Varig e da Transbrasil gostariam que este julgamento chegasse ao seu final e que o mesmo fosse vencedor para todos estes trabalhadores da Aviação Civil Brasileira.
O mesmo já foi levado ao Plenário do STF em 2010 e 4 Exmos. Ministros do STF deram ganho de causa a todos nós, mas falta ainda o voto de outros respeitaveis Ministros do STF. Eles esperam pela decisão de Vsa. Excia da 14 Vara do Tribunal Regional Federal, para poderem julgar o mesmo.

Exmo. Juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira desde o dia 25 de dezembro de 2010 até os dias de hoje mais 6 trabalhadores da Varig faleceram ( Entre estas 6 pessoas haviam 4 aposentados do Aerus VARIG ) sem verem a suas vidas de volta. Falecer Exmo. Juiz Jamil todos nós iremos morrer um dia, mas falecer sem ter visto sua vida normalizada é muito difícil. 
Isto sem falar nos mais de 400 já falecidos desde a Intervenção e Liquidação dos Planos I e II da Varig ocorrido no dia 12 de abril de 2006. Dia 12 agora ( sábado próximo ) fará 4 anos e 10 meses que a vida de todos virou de cabeça para baixo.

Desde o dia da Intervenção e Liquidação dos Planos I e II da VARIG que a vida de milhares de homens e mulheres e de suas respectivas famílias desmoronou por completo. Os aposentados e pensonistas deste referidos Planos passam pelas maiores dificuldades desde o dia 12 de abril de 2006. Este julgamento da SL 127 poderia dar a nós todos ( aposentados e pensionistas ) um grande alento, pois os nossos proventos completos ( Benefícios ) seriam pagos novamente. 

O Dr. Castagna Maia ( Advogado contratado pelo SNA - Sindicato Nacional dos Aeronautas) entrou com esta ação para que a União fosse considerada responsável pelo que aconteceu com o Fundo de Pensão Aerus.  A SPC ( orgão que fiscalizava os Fundos de Pensão na época não fiscalizou corretamente e ainda acabou concordando com 21 repactuações de dívidas da Varig com o Fundo de Pensão Aerus e concordando também com 8 repactuações de dívidas da Transbrasil com o Fundo de Pensão Aerus e tenho certeza que ele deve estar solicitando também de Vsa. Excia. que vossa decisão seja favorável para o Julgamento da SL 127 e que o mesma seja logo feito.

Exmo. Juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira não há mais tempo à esperar para todos nós ( aposentados e pensionistas Varig e Transbrasil ) pois a cada dia que passa mais problemas enfrentamos. Não temos mais planos de saúde, não temos mais condição de nos mantermos dignamente Exmo. Juiz Jamil Rosa. A vida está se esvaindo aos poucos para todos nós caro e exmo. Juiz Jamil Rosa, mas acredito que Vsa. Excia. poderá resolver esta questão ainda no início deste ano e os Exmos. Ministros do STF que aguardam vossa decisão poderão dar o voto favorável e resolver de vez esta questão que ainda se encontra pendente.

Ajude a todos nós Exmo. Juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira!
É o que peço encarecidamente para Vsa. Excia. Eu e todos os milhares de homens e mulheres aposentados e pensionistas da Varig e da Transbrasil.

Desde já o meu muito obrigado pela atenção dispensada à minha pessoa.

Que a vossa decisão soberana e transparente para o julgamento da SL 127 esteja de comun acordo com o vosso coração. Muito obrigado.

Atenciosamente,
Comissário Aposentado Varig Paulo Resende.
José Paulo de Resende.
Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Mais uma mensagem para o Exmo. Ministro e Presidente do STF. Exmo.Ministro César Peluso


Ao lado de Dilma no STF, Peluso exalta harmonia entre Poderes
01 de fevereiro de 2011  11h28  atualizado às 13h13

comentários
94

Niterói, 02 de fevereiro de 2011


Exmo. Ministro e Presidente do STF
Exmo. Ministro César Peluzo.


Agora a pouco assistí pela televisão ( Jornais televisivos ) o início do ano judiciário de 2011 e ouví parte do vosso discurso de abertura deste ano judiciário de 2011.

Neste discurso Vsa. Excia prega um pacto entre os tres poderes da nação brasileira (

Peluso exalta harmonia entre Poderes ) e também o que me chamou mais atenção foi Vsa. Excia.dizer que os processos jurídicos que estão no STF tiveram mais agilidade e rapidez 


(Outro destaque no discurso de Peluso foram os avanços na celeridade dos processos julgados pelo STF no último ano, 


Então gostaria de pedir para Vsa. Excia. que o Processo da Defasagem Tarifária, devido para a Companhia Varig, seja colocado em julgamento o mais rápido possível por Vsas. Excias. e que o mesmo seja favorável para a VARIG e para seus trabalhadores.
São mais de 18 anos que este processo existe. Este processo já foi ganho pela Varig em todas as instâncias juridicas ( 2007 a Varig ganhou no STJ - Superior Tribunal de Justiça ) e só falta o julgamento no plenário do STF.

Então os trabalhadores da Varig e suas respectivas famílias gostariam de ver Vsa. Excia. e demais Ministros do STF lutando pela melhoria e agilidade dos julgamentos, não só no Supremo Tribunal Federal assim como em todas as instâncias jurídicas do País, e que este Processo da Defasagem Tarifária seja julgado o mais rápido possível por Vsas. Excias. Não há mais tempo para se postegar tão importante julgamento.
Os trabalhadores da VARIG e suas respectivas famílias merecem ter suas vidas de volta. Que vossas palavras em vosso primeiro discurso, na abertura do ano judiciário de 2011 hoje dia 02 de fevereiro, sejam alvissareiras não só para nós, trabalhadores da Varig, mas também para todo o Povo Brasileiro.

Desde já o meu muito obrigado pela atenção dispensada para a minha pessoa.

Aproveito o ensejo para desejar para Vsa.Excia. e demais Ministros do STF

Um Ano Novo de 2011 com grandes realizações e excelentes julgamentos e que a harmonia entre os tres poderes exista mas que  essa harmonia não deve interferir na independência de cada poder do sistema tripartite ( trecho de vosso discurso Exmo. Ministro César Peluso ).

Atenciosamente,
Comissário Aposentado VARIG Paulo Resende.
José Paulo de Resende.
Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.
José Paulo De Resende

Criar seu atalho