quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Carta enviada por mim para o Interventor do AERUS VARIG senhor Aubiérgio Barros

Prezado senhor Aubiergio Barros,

Interventor do AERUS VARIG



O Comunicado nº 01/2011, dá-nos conta de que a administração de Vossa Senhoria pretende transferir os créditos dos aposentados do Aerus para a Caixa Econômica Federal.

Tendo em vista inúmeros contratempos e incomensuráveis transtornos que tal medida nos poderá acarretar, encareço, no sentido de que a nossa conta-salário seja mantida no Banco Itaú S/A., tal como atualmente”.

Inclusive senhor Aubiérgio como vou ter as benesses que a CEF oferece se ganho apenas R$ 592,55 Reais do AERUS VARIG?

Oferecer crédito salário, Financiamento Habitacional e Cheque Especial não adianta nada, porque eu e milhares de aposentados e pensionistas do AERUS VARIG não temos como pagar os mesmos visto que nossos proventos, a cada dia que passa, está cada vez menor. Sua atitude de nos passar para receber nosso benefícios do Aerus pela CEF é uma atitude arbitrária para não dizer autoritária. Porque antes de tomar esta medida não consultou a todos nós que somos os principais interessado senhor Aubiérgio?

Sou contra esta medida e espero que a mesma não se concretize.

Afinal de contas somos ainda os donos ( bem ou mal ) do Aerus. Passamos anos e anos descontando em nossos contra-cheques religiosamente percentuais que não eram pequenos todos os meses para no final termos uma aposentadoria digna e tranquila. Infelizmente o que temos é uma aposentadoria indigna que não dá nem para pagar as contas. Tem gente, e o senhor sabe muito bem disto, que só ganha 102,00 Reais ou então 111,87 Reais como benefício do Aerus. Como estas pessoas vão ter condições de pedir crédito salário e outras benesses oferecidas pela CEF?

Fica aqui o meu protesto.....

Atenciosamente,

Comissário Aposentado Varig Paulo Resende.

José Paulo de Resende.

Matrícula Aerus 17.982.0

Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.

Um comentário:

  1. O senhor Interventor deveria explicitar o que ele quis dizer com "... dificuldades enfrentadas por esta Entidade junto ao Banco Itaú na defesa dos interesses COLETIVOS dos que fazem o AERUS". Que "dificuldades" são essas? E que "facilidades" oferece a CEF para 'os interesses COLETIVOS dos que fazem o AERUS'"?

    Penso que o sr. Interventor cometeu um erro que lhe custará homenagens e salamaleques.
    Afinal, pense friamente, caríssimo leitor, estava "tudo bem" lá no Aerus... todo o mundo tranquilo, com exceção de alguns agitadores e radicais (poucos!), o sr, Interventor era convidado para palestras (para nada dizer, ou para repetir o que já se sabe, mas alguns gostam de sofrer), para lautos jantares... enfim, estava quase promovido a santo, no mesmo altar de outras santas e outros deuses...
    13 de janeiro de 2011 22:16

    ResponderExcluir