terça-feira, 15 de março de 2011

A * Esperança * esmaecida e somente a dor até o presente momento. Funcionários Varig a deriva nestes quase 5 anos.



Niterói, 15 de março de 2011


A *Esperança * esmaecida e somente a dor até o presente momento. Funcionários Varig a deriva nestes quase 5 anos.
* Esperança é uma crença emocional na possibilidade de resultados positivos relacionados com eventos e circunstâncias da vida pessoal *

Quando se fala a palavra esperança todos, homens e mulheres, sentem a mesma coisa. Ficam mais otimistas e mais confiantes que tudo haverá de dar certo e que haverá esperança por dias melhores. Esta palavra soa como um bálsamo na vida de todos. Ela faz com que homens e mulheres se sintam muito mais confiantes em suas vidas.Uma palavra com resultados positivos.

Mas a casos em que esta esperança se torna esmaecida e sem vicejo. E isto é o que vem acontecendo há quase 5 anos com os funcionários da empresa Varig. Aposentados, pensionistas e demitidos, desta que foi uma das maiores empresas brasileiras da aviação civil, se sentem, a cada dia que passa, mais frustados e vêem a esperança de dias melhores quase como uma utopia.
Os aposentados e pensionistas do Fundo Aerus, passado quase 5 anos estão tendo a quase certeza que o significado da palavra Esperança está aos poucos se diluindo ou melhor esmaecendo.
__Não acredito em mais nada...dizem alguns....Outros se calam e se deixam levar por sentimento de impotência e dor. 

Esta palavra esperança está sendo substituida pela palavra dor na vida destas milhares de pessoas.
Dor de ver suas vidas, há quase 5 anos, sem perspectivas de dias melhores. Porque foram privados de seus benefícios completos ( Fundo de pensão Aerus Varig ) e estão recebendo hoje ninharias para se manterem ou melhor para tentarem sobreviver. Pagaram anos e anos por uma aposentadoria privada e hoje não podem desfrutar da mesma. 

A saída da Varig do cenário da Aviação Civil Brasileira acarretou muitos danos a todos. Os que foram demitidos em agosto de 2006 da Varig perderam todas as suas economias depositadas durantes anos neste fundo de pensão. Queriam ter uma aposentadoria digna no final de suas vidas mas infelizmente perderam tudo. A Dor substituiu a Esperança por dias melhores. Infelizmente este grande percentual de funcionários perdeu tudo. O calote foi dado a todos eles.
Pagaram e não vão desfrutar do que pagaram.

Os que já estavam aposentados da Varig e os pensionistas do fundo Aerus Varig estão perdendo, a cada dia que passa, seus benefícios que se tornaram pequenos e achatados porque em 12 de abril de 2006 houve a Intervenção e Liquidação dos planos I e II da Varig no Fundo Aerus. Intervenção feita pela antiga SPC ( hoje com outro nome ) que como todos sabem concordou com as inúmeras repactuações de dívidas da Varig com o fundo de pensão AERUS ( 21 ao todo ). Concordou e aceitou estas repactuações, mas não fiscalizou como deveria fiscalizar.

Dor e somente dor é o que sentem agora, não sómente aposentados e pensionistas mais também os milhares de demitidos da Varig. A esperança deu lugar ao sofrimento, ao desencanto e isto, de alguma forma, está levando a todos para um enorme sofrimento e desesperança. Nestes quase 5 anos onde a esperança foi substituída pela dor já tivemos mais de 400 falecimentos de funcionários Varig . Partiram sem verem a esperança de dias melhores voltar em suas vidas. Partiram se verem a dignidade voltar para suas vidas. Estão e se encontram em situação desesperadora. No final da vida destes homens e mulheres os mesmos não podem siquer terem um plano de saúde que garanta a eles um tratamento melhor na hora que adoecem. A grande maioria tem que recorrer ao SUS que como todos sabem deixa muito a desejar.

Este é o pagamento dado a todos estes milhares de homens e mulheres ( trabalhadores brasileiros )  por terem trabalhado anos a fio para construirem um país melhor. Trabalharam levando a bandeira do Brasil e o nome do Brasil mundo afora nas asas da grande Varig e agora recebem este tipo de pagamento. O governo que saiu e o atual não ofereceram esperança a todos estes brasileiros e somente deu a eles dor e privação. A esperança deu, como já disse acima, lugar a dor e ao sofrimento.

O STF até hoje não decidiu o dia e a hora do julgamento de um importante processo ( Defasagem Tarifária ). A Varig , mesmo tendo ganho este processo em outras importantes instâncias jurídicas, não viu até o presente momento a colocação deste processo em julgamento. Julgamento este que, se for favorável para a VARIG,  poderá tirar a dor e o sofrimento e repor novamente toda a esperança na vida destes homens e mulheres.

Que a dor e o sofrimento sejam substituidos de vez pela volta da esperança. Que a esperança não se torne mais e mais esmaecida é o que esperam ansiosamente todos os trabalhadores da Varig.

Chega de Dor e Sofrimento nestes quase 5 anos.
Que a Esperança retorne ao seio da família Variguiana é o que todos almejam e querem.


Comissário Aposentado Varig Paulo Resende.
José Paulo de Resende.
Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro

2 comentários:

  1. Quantos mais precisarão morrer para que o STF julgue este importante processo da Defasagem Tarifária devida para a VARIG? A dor e o sofrimento tem que ser substituídos pela Esperança.

    ResponderExcluir
  2. Enviado por email pelo petroleiro aposentado Claudio Ribeiro.

    Nobre companheiro José Paulo de Resende, bom dia.
    Com um misto de desolação e indignação, li a tua missiva em que expões a dor e o sofrimento dos companheiros trabalhadores da gloriosa VARIG, a soberba empresa de aviação civil que ostentava orgulhosamente em suas aeronaves a Bandeira Nacional, conduzindo-a aos quatro continentes.
    E há cinco anos, os trabalhadores que construíram a maior empresa de aviação civil da América Latina, que a ela doaram suas vidas produtivas, jazem amargando privações de toda natureza, indignados, revoltados com o descaso em que estão submetidos pelo Poder Público, humilhados, ofendidos.
    Fiquei particularmente estarrecido com a informação de que 400 trabalhadores já calaram suas vozes neste planeta de provas e expiações, muitos, certamente, em profunda depressão.
    Receba a nossa solidariedade, nosso afeto, nosso carinho, extensivo aos demais companheiros da VARIG.
    Cláudio Ribeiro

    ResponderExcluir