segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Mais de 400 já faleceram sem verem a solução para a causa Aerus Varig, mas isto é um mero detalhe para as autoridades competentes deste País.

Niterói, 14 de Fevereiro de 2011


MAIS DE 400 JÁ FALECERAM SEM VEREM A SOLUÇÃO PARA A CAUSA AERUS VARIG, MAS ISTO É UM MERO DETALHE PARA AS AUTORIDADES COMPETENTES DESTE PAÍS.


Neste dia 12 de fevereiro próximo passado completou 4 anos e 10 meses sem solução a causa Aerus Varig. Nestes mais de 4 anos mais de 400 pessoas ( Funcionários da Varig ) faleceram se verem a causa ser resolvida. As autoridades competentes deste País nada fizeram ou se fizeram alguma coisa foi muito pouco. Porque para eles, autoridades competentes, não há compromisso em resolver a difícil questão. A falta de planos de sáude, a falta de dinheiro, a falta de dignidade destas pessoas, que há mais de 4 anos estão sofrendo, não é prioritário para as autoridades competentes deste País.
Para eles somos apenas descartáveis e põe descartáveis nisto.
O Poder constiuído do Brasil nos últimos 8 anos pouco se importou ou pouco se importa com pessoas que estejam passando por graves dificuldades. Eles acham que nós, funcionários da VARIG, somos mero detalhe e que o nosso sofrimento não passa de um mero sofrimento.
Pouco importa para os que deveriam se importar com o problema se estamos ou não passando dificuldades. Pouco importa também se para eles nós estamos morrendo sem dignidade. Para eles o negócio é fazer muita propaganda alardeando os grandes feitos que eles fizeram nestes últimos 8 anos pelo Brasil e seu Povo e ponto final.
Lógico que para eles nós, funcionários da Varig, não somos brasileiros. Nós somos apenas um estorvo que eles querem esquecer e pronto.
Os representantes oficiais da classe de Aeronautas Brasileiros estão vendidos a esta turma de autoridades competentes. Vendidos e muito bem vendidos. E vão continuar a serem submissos ao que eles determinarem pois dependem das benesses que as velhas e novas autoridades competentes deste País lhes deram e lhes dão. Não tão novas assim porque o atual Ministério da nova Presidente do Brasil está composto por muitos que participaram do Governo do senhor Luiz Inácio Lula da Silva. E alguns destes Ministros foram contra todos nós funcionários da Varig.
Tudo em família. As autoridades competentes deste País são uma grande família.........Trabalham em causa própria e trabalham também em causa própria dos apadrinhados e amigos deles.

Outro dia o Exmo. Senador Paulo Paim ( Outro que continua no PT e dali não sai de jeito algum- Daqui não saio daqui ninguém me tira )disse que a amiga dele (  a ex.presidente do SNA ) estava sofrendo por causa da demora em se encontrar uma solução para a causa Aerus VARIG. Sofrimento este para enganar ao Exmo.Senador e aos que ainda acreditam nesta senhora cutista e petista de carteirinha. O dela Exmo. Senador Paulo Paim está muito bem guardado. Ela não passa pelos sofrimentos que milhares passam. Ela representa e representa muito bem o tal " sofrimento dela ". 
Só Vsa. Excia. é que também acredita nesta representante que não mais me representa e nem representa a grande maioria dos Aeronautas Brasileiros.
Ela, e o senhor sabe muito bem disto, nos entregou direitinho aos nossos algozes e hoje corre atrás do prejuízo que causou a todos nós e continua a representar em seu grande palco de atuação. Só que um dia a casa cai e a máscara vai cair também.

Os processos que poderiam resolver a grave questão dos funcionários da Varig continuam em compasso de espera.
Se 400 ou mais de 400 pessoas já falecidas isto é um mero detalhe também para aqueles que estão com os processos nas mãos mas que infelizmente até agora não os colocaram em julgamento ( SL 127 e o Processo da Defasagem Tarifária ). 

Não há vontade dos mesmos em colocar estes processos em andamento e em julgamento? 
Me custa a crer nisto, mas já estou começando a acreditar que há algum grave entrave para que os 2 processos continuem em compasso de espera.

Será que as autoridades competentes deste País estão por trás deste impasse? Será que estas autoridades de alguma forma está dificultando o julgamento dos dois processos? Difícil acreditar que isto esteja acontecendo porque pelo que se sabe o Judiciário Brasileiro é independente do Executivo Brasileiro. Bom isto é o que consta, mas para mim o Executivo Brasileiro, nestes 8 últimos anos, é quem manda e manda forte e determina que o legislativo e judiciário brasileiro cumpra o que ele, poder executivo, manda e ponto final.

Como todos já são sabedores há dinheiro suficiente para emprestar para Países e dirigentes amigos. Há dinheiro para manter saudável o sistema bancário brasileiro ( Vide o salvamento do Banco PanAmericano do amigo do ex.presidente Lula senhor Sylvio Santos ) e não deixar que este sistema desmorone por causa de um banco insolvente. Os banqueiros agradecem em muito a ajuda que as autoridades competentes deste País dão sempre aos mesmos. Aliás o Proer criado no governo FHC e agora a ajuda constante ao sistema bancário brasileiro é condição de prioridade para as autoridades competentes que mandam neste País. 
Há também dinheiro suficiente para bancar boa parte da população brasileira com bolsas e mais bolsas, Há dinheiro suficiente para aumentar em muito os salários dos parlamentares brasileiros e para aumentar também o salário do presidente do Brasil, dos seus ministros de estado e do vice- presidente mas não há dinheiro para se dar um aumento digno para os aposentados brasileiros e também a questão do salário mínimo é sempre uma difícil questão de resolver, pois os míseros R$35,00 Reais de aumento dado agora podem quebrar o Brasil de vez. Para as autoridades competentes deste País tudo e mais um pouco. 

Para os funcionários da Varig e para os aposentados brasileiros as migalhas e nada mais.

Enquanto mais pessoas do nosso grupo falecem mais e mais a situação fica e permanece num impasse sem fim.
Desde o último dia 25 de dezembro de 2010 até o presente momento mais 6 funcionários da Varig faleceram, mas isto, como já disse acima, é apenas um mero detalhe.
E assim LÁ NAVE VÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Enquanto nós, funcionários Varig, temos a nossa pequena parte deste latifúndio que nos cabe e nos é devido outros estão muito bem com a nossa desgraça. Não preciso citar agui alguns destes que se beneficiaram com a nossa desgraça. Alguns ajudaram em muito a chegarmos a este triste e doloroso estado de coisa. 

Afinal de contas somos em torno de 50 a 60 mil pessoas incluindo aí as respectivas famílias. Este universo tão pequeno não interessa para as autoridades competentes deste País. Pouco importa para eles se estamos ou não passando por terríveis dificuldades. Pouco importa também, até o presente momento, se o Judiciário vai ou não julgar os importantes processos que podem dar alento a toda esta gente que há mais de 4 anos e 10 meses estão na rua da amargura e da miséria.

Dia 12 de abril de 2011 fará 5 anos desta situação difícil e grave.

Se continuarmos nesta situação e se não colocarmos o nosso bloco nas ruas para espernear e gritar o dinheiro do AERUS que nos é devido um dia irá acabar e quando acabar de vez ( estão vendendo os ativos do AERUS para manter os parcos pagamentos para seus benefíciários ) aí será muito tarde.

E aí as autoridades competentes deste País irão se regozijar e comemorar dizendo: " conseguimos não só destruir uma grande empresa aérea brasileira, mas também acabar com seus funcionários e respectivas familiares ".
E assim a maneira de governar destas autoridades competentes para com alguns milhares de brasileiros que para eles são simplesmentes descartáveis.


Assinado:
Comissário Aposentado Varig Paulo Resende.
José Paulo de Resende.

Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.

2 comentários:

  1. Caro José Paulo
    Eu me sensibilizo com a situação de vocês, que merecem muito mais do que apoio, precisam ser valorizados como profissionais.
    Contém com minha modesta colaboração, mesmo que eu nunca tenha andado de avião.
    Admiro o trabalho e a luta de vocês.

    ResponderExcluir
  2. Ops, sobrou um acento.
    Contem com minha modesta colaboração.
    É a emoção, mesmo que minhas lutas sejam diferentes, mas o objetivo final é o mesmo, exigir condição de vida decente aos brasileiros.

    ResponderExcluir