sábado, 22 de maio de 2010

A LENTA AGONIA DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DO AERUS VARIG




Dia 12 de maio de 2010 fez 4 anos e 1 mês que os Aposentados e Pensionistas do AERUS VARIG passam por sérias dificuldades.
Desde o dia 12 de abril de 2006, quando houve a Intervenção e Liquidação dos Planos I e II da VARIG no AERUS, que estes milhares de homens e mulheres que pagaram anos a fio para terem uma aposentadoria digna passam sérias dificuldades financeiras. Milhares já não possuem mais planos de sáude, outros tantos tiveram que se desfazer do seu patrimônio para continuarem a se manterem. O dinheiro do benefício do AERUS a cada dia que passa diminui e diminui. O patrimônio do AERUS aos poucos vai sendo dilapidado em Leilões. Leilões estes feitos pelo Interventor atual do AERUS, senhor Aubiérgio, onde os ativos são vendidos a preços de banana. Mas o mesmo garante a todos, via circulares, que estes leilões são para captar dinheiro para manter ainda os pagamentos aos beneficiarios dos planos existentes no AERUS. Quer dizer se ficar o bicho pega se correr o bicho come. Leilões feitos sem a consulta ao menos dos aposentados e pensionistas do AERUS. Os dois interventores continuam a receber bons salários pagos pelo AERUS VARIG. Nesta triste história toda quem sai perdendo são os beneficiários deste fundo de Pensão que foi criado em 1982 para que hoje todos que participaram e participam do mesmo tivessem uma aposentadoria digna e tranquila.
O Governo do senhor presidente Lula ao entregar a companhia Varig ao Mercado em 2006 levou a todos nós ( aposentados, pensionistas e pessoal da ativa demitido em agosto de 2006 ) a bancarrota. Os demitidos ficaram sem suas poupanças do Aerus. O dinheiro escafedeceu. Dinheiro pago por eles através dos seus contra-cheques. Hoje nada possuem a não ser brisa.
Os Aposentados e Pensionistas cada dia recebem menos e menos. Este governo até hoje nada fez para tentar resolver este grave problema que afligem milhares de trabalhadores da VARIG.
Governo que dá a mão a países estrangeiros, governo que entrega ao FMI 14 bilhões de dolares para se tornar credor. Governo que dá aos hermanos da América Latina dinheiro e mais dinheiro e para os trabalhadores da companhia Varig simplesmente se nega a ajudar.

O judiciário brasileiro, onde se encontram ações que poderiam resolver este grave problema, demora a tomar decisões que possam de vez resolver esta grave questão. O processo da Defasagem Tarifária está há 18 anos nas mãos da Justiça e passado estes 18 anos nada foi resolvido até agora. A Varig já ganhou este processo em todas as instâncias, somente faltando o julgamento final no Supremo Tribunal Federal. Mas infelizmente, até o presente momento, o mesmo continua parado no Supremo Tribunal Federal.
Não foi a julgamento ainda. Já existe jurisprudência porque a companhia Transbrasil ganhou este processo pelos idos de 1999. A Varig tem a receber uma grande quantia caso a mesma seja vitoriosa nesta questão. O Aerus Varig tem a receber da VARIG uma grande quantia devida, mas isto só será possível se este processo da Defasagem Tarifária for ganho no Supremo Tribunal Federal.
Até agora não há previsão de quando este processo será colocado em pauta no STF. Os Exmos. Ministros do Supremo Tribunal Federal poderiam resolver de vez esta grave situação.
Enquanto estas questões jurídicas não são resolvidas os aposentados e pensionistas continuam a passar por sérias dificuldades. A situação para muitos está desesperadora. 351 pessoas ( trabalhadores Varig ) já faleceram sem verem esta questão resolvida. Quantos mais precisaram falecer para que se tomem medidas urgentes para resolver esta grave questão?
Voltando as atuais autoridades brasileiras que dizem em alto e bom som que Nunca Antes Neste País houve tanta justiça social e que o País está cada vez melhor nada fazem e continuam a virar as costas para este grupo de trabalhadores.
A Oposição Brasileira que sabe deste problema continua também a não se interessar pelo mesmo. São poucos os Parlamentares Brasileiros de Oposição que ainda se preocupam e fazem discursos no Congresso e no Senado sobre esta situação porque passam os Aposentados e Pensionistas do AERUS VARIG.
Esta lenta agonia está levando a todos mais cedo para o Cemitério. Pessoas que trabalharam anos a fio e que levaram o nome do Brasil e a Bandeira Brasileira mundo afora nas asas da Varig. Pessoas que pagaram para terem uma aposentadoria digna e tranquila hoje se encontram em situação de privação e de humilhação.
Um Governo injusto....Um governo que diz ser dos trabalhadores, mas que nada faz por este grupo de trabalhadores.
Muitos já escreveram, já pediram, já imploraram, já enviaram vídeos, emails, cartas, para várias autoridades brasileiras mas até hoje nada receberam em troca.
A mídia brasileira, com raras exceções, não se interessa por este grave problema. Está calada e quieta. São poucos representantes da mídia que dão ouvido aos trabalhadores desta que foi uma das maiores companhias brasileira de aviação.
Companhia que engradeceu o nome do País mundo afora. Companhia que ajudou em muito no progresso do Brasil, mas que foi relegada a segundo plano por este Governo que se diz dos trabalhadores. Tudo por interesses escusos e com ajuda e complacência de certos Juizes e Sindicatos da Classe de Aeronautas e Aeroviários.

Será que estes Aposentados e Pensionistas não terão mais Paz e tranquilidade em suas vidas?
Este é o legado triste e terrivel que terão que ter até o final de suas vidas?
Aqui ficam estas duas perguntas.

Que Deus em sua infinita bondade, possa iluminar as mentes dos Exmos. Ministros do Supremo Tribunal Federal e que os mesmos coloquem em julgamento o Processo da Defasagem Tarifária e que este Processo seja vitorioso não só para a Companhia Varig assim como para todos os seus trabalhadores.
Só assim haverá Justiça para todos estes trabalhadores.
Que haja justiça neste País!
QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA PARA OS TRABALHADORES DA VARIG E QUE A MESMA SEJA FEITA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA ESPERAR!


Atenciosamente,
Comissário Aposentado VARIG Paulo Resende
José Paulo de Resende
Itaipu - Niterói - Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário